Ir para o conteúdo

Foi assim a nossa JAM de 07/01

O bom de contar com transmissão ao vivo, devidamente registrada e arquivada em nosso canal do youtube, é que ninguém pode dizer que estamos mentindo quando dizemos que a JAM no MAM do sábado passado (07/01) foi maravilhosa; é só entrar em nosso arquivo e conferir tudinho, acorde por acorde, e confirmar que não dá pra perder nenhum de nossos encontros nesse verão!



Tanta coisa boa aconteceu... Primeiro, um público lindo e surpreendente lotou nossa jam session, em um dia com concorrência boa de atrações musicais na cidade. Nossa banda Geleia Solar, já instigada pelo show que faz nessa sexta (13/01) em São Paulo, deu um verdadeira aula de intimidade e ritmo, “mandando ver” na dinâmica da noite.

Ivan Huol (bateria), Ivan Bastos (baixo), Felipe Guedes (guitarra), Marcelo Galter (teclado), Rowney Scott (sax tenor e soprano), André Becker (sax alto e flauta), Joatan Nascimento (flugelhorne) e Gabi Guedes (percussão), todos inspiradíssimos, abriram os serviços com "Donatiando" (Ivan Huol), "Patinete Rami Rami" (Leitieres Leite), "Samba e Amor" (Chico Buarque) e "Flutuando" (Aderbal Duarte), pérolas da nossa música instrumental baiana que estão no repertório do show que a Geleia faz no Sesc Belenzinho.



A cantora Juliana Areias (foto) entrou em cena e cantou "Maré Cheia" (Juliana Areias e Johannes Dimyadi), de seu repertório autoral, e "A Rã" (João Donato e Caetano Veloso), quando mandou muito bem duelando na coda com o trompete! Em “Canto Afro Cubano pra Ogum”, Ivonne Gonzales também soltou a voz (e seu suingue latino) e fez muita gente dançar. Outro que também fez bonito foi Wadson Calasans, usando sua guitarra para deixar algumas músicas ainda mais incríveis: "Chameleon" (Herbie Hancock, Bennie Maupin, Paul Jackson e Harvey Mason), "Trilhos Urbanos" (Caetano Veloso) e "Pedacinho do Céu" (Waldir Azevedo).

A cubana Ivonne Gonzales em foto de Leto Carvalho.

O excelente baterista da Suécia Nicolas Notini, um dos melhores que já tocaram na JAM, arrasou em "Watermelon Man" (Herbie Hancock), numa noite que contou ainda com músicos do naipe de Patriarca, Julio Fejuca, André Tang, Artur Carneiro, Nicolas Severin, Ricardo Braga, Rui da Chave, Ledson Galter, Ana Paula Albuquerque e Vanessa Melo! É... Nosso ano novo  começou bem!

Então, vamos ficar todos ligados: A JAM no MAM tem em 2017 o patrocínio da CCR Metrô Bahia, por meio da Lei Rouanet, para todas as jam sessions, apresentadas pelo Ministério da Cultura e Instituto CCR. Graças a ele, a JAM no MAM oferece sua sua programação musical com baianos e turistas de todo o mundo durante todo o verão, com direito a transmissões online ao vivo durante todos os quatro sábados de janeiro. A equipe técnica das transmissões é coordenada pelos cineastas Sofia Federico e Marcos Povoas, com apoio da Superintendência de Tecnologia da Informação da UFBA. A JAM tem ainda apoio institucional do Museu de Arte Moderna da Bahia, IPAC e Secretaria de Cultura do Estado da Bahia.

SERVIÇO:

JAM NO MAM
Data: Aos sábados de 2017.
Local: Museu de Arte Moderna da Bahia (Av. Contorno, s/n, Solar do Unhão).
Horário: Das 18h às 21h.
Ingresso: R$ 8,00 (inteira) e R$ 4,00 (meia)

Transmissões online: Dias 07, 14, 21 e 28/01, no canal da JAM no Youtube.

Realização: Huol Criações - Tel.: 71. 3241-2983

Facebook / Twitter / Instagram / Youtube

Julio Fejuca e Rui da Chave.

Time poderoso de músicos. Foto Leto Carvalho.

Ana Paula Albuquerque e Vanessa Melo.

Câmeras captaram a JAM em seus melhores ângulos!