Ir para o conteúdo
Marcas de patrocínio e incentivo

Os destaques da JAM no MAM de 04/11

A expectativa era grande, já que o canto de Billie Holiday é uma referência no jazz mundial. E mesmo sendo um projeto dedicado à música instrumental, a JAM no MAM contou (pela segunda vez nesse semestre) com uma noite dedicada à voz, com um tributo a Billie Holiday dentro da temporada da JAM no MAM com as Mina.

A ideia era interagir musicalmente a partir dos estudos feitos dentro do curso de Canto Popular da EMUS-UFBA, ministrado pela professora e cantora Ana Paula Albuquerque. Assim, Denise Ramalho, Ione Papas, Luiza Britto e Iara Canuto (além da própria Paula) aproveitaram a deixa e chamaram para acompanhá-las uma banda só de mulheres, formada por Aline Falcão (teclado), Jana Vasconcellos (guitarra semi-acústica), Pali (trombone), Riane Mascarenhas (baixo) e Mimi (bateria).

Ione Papas interpretou I'll never be the same, canção que foi imortalizada na voz de Billie Holiday. Foto Lígia Rizério.

Das 18h ás 19h, portanto, o público curtiu canções como Speak Low (por Luiza Britto), I'll never be the same (por Ione Papas), They can't take that away from me (por Iara Canuto), You don't know what love is (por Denise Ramalho), Strange fruit (por Ana Paula Albuquerque) e All of me (com a participação de todas).

A Geleia Solar entrou em cena as 19h, pela primeira vez com uma mulher guitarrista como titular da banda, a talentosíssima Jessica Kaline. No repertório, "Chameleon" (Herbie Hancock) e "Triste" (Tom Jobim), com as canjas dos percussionistas Eduane Rudhá, Lucas Maciel e Tiago Nunes. Também rolou "Canção do sal" (Milton Nascimento) com Rodrigo graça guitarra, "Footprints" (Wayne Shorter), com participação de Artur Carneiro no baixo e Cacau Araújo na guitarra, e "Incompatibilidade de gênios" (João Bosco/Aldir Blanc), com Jad Ventura na guitarra e Jordi Amorim no baixo. A JAM chegou ao final da noite com o palco cheio, ao som de "Partido Alto" (Chico Buarque).

Se sábado que vem tem mais? Claro! Mais do mesmo? Nunca! Como nada na JAM pode ser repetido, no dia 11/11 será a vez da pianista paulista Lis de Carvalho integrar a Geleia Solar, junto com outrxs instrumentistas! Tipo imperdível, viu?

You don't know what love is foi a canção escolhida por Denise Ramalho.

Iara Canuto cantou They can't take that away from me.

Jana Vasconcellos assumiu a guitarra semi-acústica na abertura da JAM no MAM com as Mina.

Aline Falcão, no teclado, acompanhou as cantoras no tributo a Billie Holiday.

Riane Mascarenhas (baixo) e Mimi (bateria) também integraram a banda de abertura da JAM no MAM com as Mina.

Jessica Kalinda integrou a banda Geleia Solar na JAM no MAM do sábado passado (04/11). Fotos Lígia Rizério.

A argentina Pali (trombone), na JAM no MAM com as Mina.

A cantora e professora Ana Paula Abuquerque (de vestido azul, à esquerda) coordenou todo o tributo a Billie Holiday na JAM no MAM com as Mina

As musicistas da noite ao lado da produtora da JAM no MAM Cacilda Povoas (de vestido branco). Foto Lígia Rizerio.

Speak Low ganhou interpretação da cantora Luiza Britto. Fotos Lígia Rizério.