Ir para o conteúdo
Marcas de patrocínio e incentivo

Tudo sobre a última JAM no MAM com as Mina

Todo soteropolitano sabe que no sábado passado (09/12) muita chuva, raios e trovões formaram um verdadeiro temporal que se abateu sobre Salvador no final da tarde, obrigando diversos eventos a cancelar suas programações. Como na JAM no MAM a música acontece faça lua ou faça chuva, aguardamos a água parar de castigar e mandamos ver! E foi tudo muito especial!

Léa Freire na JAM no MAM
Léa Freire se juntou a instrumentistas baianas na última JAM no MAM com as Mina. Foto Lígia Rizério.



Não dava para não fazer nossa jam session, por vários motivos: primeiro, tínhamos uma convidada especialíssima, a flautista, arranjadora e compositora paulista Léa Freire; depois, porque seria nossa derradeira sessão da vitoriosa temporada da JAM no MAM com as Mina. Cancelar a jam, portanto, seria a última possibilidade a ser considerada.

O bate papo que estava programado com a pesquisadora e professora Laila Rosa não aconteceu, porém, ela fez uma linda abertura com violino e jogral sobre o porquê de precisarmos falar sobre "música e gênero", o tema que seria discutido naquela noite no ciclo “Perspectivas da improvisação no âmbito da JAM no MAM”. Como já não havia mais raios e trovões, com todos em segurança demos seguimento à parte musical, para a alegria geral da nação! Mesmo com a chuva, um público fiel curtiu com a gente (protegido nos toldos da JAM) até o fim da noite.

Laila Rosa na JAM no MAM
Laila Rosa abriu a noite da JAM no MAM com as Mina. Folo Lígia Rizério.



Acompanhada por Matias Traut, André Becker, Rowney Scott, Aline Falcão, Jéssica Kaline, Lorena Martins/Ivan Huol, Felipe Guedes, Ivan Bastos e Gabi Guedes, Léa interpretou algumas canções autorais, como "Fé", "Samba do Guigui", "Zezé", "Ares de bolero"e "Isabella". A flautista também tocou o repertório da Geleia Solar, que teve "Donateando" (Ivan Huol), "Ere alabê" (Ivan Bastos) e "Capim" (Djavan), com Luísa Britto no vocal. A noite terminou em samba ao som de "Alma brasileira" (Zeca Freitas), com Artur Carneiro no baixo.

JAM no MAM com as Mina.
Também rolou canja inédita de Maísa, que tocou violino em "Feira de mangaio" (Sivuca) e "Carinhoso" (Pixinguinha). Foto Lígia Rizério.
Minas da JAM no MAM.
O patrocínio dessa sessão da JAM no MAM com as Mina é da Bahiagás e do Governo do Estado da Bahia, e apoio da Secretaria de Políticas para as Mulheres do Estado (SPM-BA). Foto Lígia Rizério.