Ir para o conteúdo

Com abertura do Coletivo Rumpilezzinho

Sob a regência do maestro Letieres Leite, 16 integrantes do Coletivo Rumpilezzinho farão a abertura da JAM no MAM no próximo sábado, dia 30 de março, dividindo com o público o novo olhar que desenvolvem sobre a música popular e suas múltiplas subjetividades e cenários. A música vai começar às 18h e, às 19h, será a vez da Geleia Solar, banda base da JAM no MAM, iniciar mais uma jam session com “sotaque baiano”, instigando artistas interessados em tocar ao longo da noite a partir da mistura do jazz com os ritmos locais. Como novidade, é possível agora adquirir online o ingresso pelo Valor Real, dentro da campanha Fã da JAM. Essa edição da JAM no MAM é mais uma vez financiada pelo seu público através da campanha FÃ da JAM e tem apoio do Museu de Arte Moderna da Bahia.

Coletivo Rumpilezzinho

Criado em 2015 em Salvador, o projeto Rumpilezzinho funciona como um laboratório musical que pensa e ensina a música de matriz afro-baiana e suas ramificações universais através da metodologia UPB (Universo Percussivo Baiano), desenvolvida pelo maestro, compositor e arranjador Letieres Leite. Com idades entre 10 e 26 anos, os integrantes do Rumpilezzinho fazem sempre performances públicas inusitadas, calcadas nos elementos das matrizes africanas da MPB e na diáspora africana pelo mundo.

Assim, nessa sua primeira participação na JAM no MAM, a ideia é surpreender ainda mais a partir de improvisações e diálogo direto com o público presente, além, é claro, de uma sessão musical coletiva com os artistas da Geleia Solar. Tudo isso com uma formação rica que inclui sopros, percussão, bateria, guitarra, violão, baixo, teclado, guitarra baiana e sanfona. Para as pessoas interessadas em conferir de perto mais essa performance inédita na JAM, que desde o ano passado vem intensificando a participações de artistas e grupos no projeto como forma de dar visibilidade e ampliar o diálogo do público com a música instrumental brasileira, recomenda-se chegar antes das 18h e conferir tanto o pôr do sol quanto o início da sessão musical.

Público da JAM no MAM. Foto Lígia Rizério


FÃ DA JAM – A campanha FÃ da JAM foi criada em agosto de 2018 para encontrar novos caminhos capazes de viabilizar a JAM no MAM sem perda de qualidade para os encontros instrumentais baianos e, assim, refletir também sobre o futuro do projeto. Hoje ela gera recursos através da venda de camisetas da JAM, de depósitos na conta direta do projeto, da venda de ingressos pelo valor real e da adesão de empresas que participam da campanha Fã da JAM para ativação de marcas e outras ações. Mais informações sobre como colaborar podem ser conseguidas clicando aqui.

Data: 30 de março – JAM no MAM edição FÃ da JAM
Local: Área externa do Museu de Arte Moderna da Bahia (Av. Contorno, s/n, Solar do Unhão).
Horário: Das 18h às 21h.
Ingresso: R$ 8,00 (inteira) e R$ 4,00 (meia). Vendas na bilheteria do local no dia da jam session, a partir das 17h.