Ir para o conteúdo

Os melhores momentos da JAM de 29/02

Nem o clima chuvoso do sábado passado (29/02) apagou o charme da nossa última JAM do verão; as nuvens carregadas deixaram o fim de tarde com aquele clima intimista que cria um público atento às nuance sonoras que acontecem no palco. E não foram poucas! Um time incrível de instrumentistas deu as caras – e as carta – num jogo em que todo mundo saiu ganhando!

Matias Traut e Paul Andrew na JAM no MAM. Foto Lígia Rizério

A abertura musical contou com o sax do alemão Paul Andrew, que convidou para assumir o palco com ele a baterista Lorena Martins, o baixista Alexandre Vieira, o guitarrista Fabian Zeller e o hermano Matias Traut no trombone. Com um repertório que misturou composições autorais a standards do jazz internacional (e muita improvisação!), os músicos interpretaram, entre outras, composições como "Um instante na chuva" (Paul Andrew), "Sábado" (Fabian Zeller) e "Departure" (Paul Andrew).

A transição entre a trilha da abertura e a banda Geleia Solar foi feita em grande estilo com Ivan Huol integrando a percussão e André Becker assumindo sax tenor para interpretar “Patinete Rami Rami”, tema do querido maestro Letieres Leite.

JAM no MAM com Paul Andrew. Foto Lígia Rizério

A partir desse momento a Geleia inteira tomou conta do palco, dessa vez formada por Rowney Scott (sax), André Becker (sax), Matias Traut (trombone), Paulo Mutti (guitarra), Ivan Bastos (baixo), Ivan Huol (bateria), Felipe Guedes (guitarra) e Luisinho Assis (teclado). Dando início oficialmente à jam session, tocaram "Memories of Tomorrow" (Keith Jarret) e "Beijo Partido" (Toninho Horta), com canja de Fabio Sacramento na voz. O baterista Miguel mostrou todo o seu talento em "Strasbourg St Denis" (Roy Hargrove) e em seguida a Geleia recebeu o violonista e compositor Gereba, que apresentou sua composição "Uma bossa para Woody Allen".

Paulo Mutti na JAM no MAM. Foto Lígia Rizério

Pancadas de chuva caíram e muitas canjas se passaram, incluindo a do guitarrista Felipe Pires em "Little Sunflower" (Freddie Hubbard). Perto do final, o público curtiu as participações dos cantores James e Jennifer Jade, em "A flor e o espinho" (Nelson Cavaquinho) e “Georgia" (Ray Charles), respectivamente. O gran finale veio ao som de "Erê Alabê" (Ivan Bastos), com Paulo Mutti arrancando muitos aplausos com seu solo de guitarra!

A nossa próxima JAM? Pode agendar: será no dia 28 de março. Confira abaixo mais fotos de Lígia Rizério:

JAM no MAM de fevereiro 2020. Foto Lígia Rizério

JAM no MAM de fevereiro 2020. Foto Lígia Rizério

JAM no MAM de fevereiro 2020. Foto Lígia Rizério

 Quer ver mais fotos dessa JAM? NO nosso Instagram tem! Vai lá: @jamnomam