Ir para o conteúdo
Marcas de patrocínio e incentivo

"Eles deixaram de ser só guardadores de carro"


“Meu filho, tem quarenta anos que eu moro aqui nunca fui lá embaixo no MAM, vou fazer o que lá? Não é pra mim não...”. Assim começou o dia de sábado ao convidar dona Etelvina, moradora da Comunidade do Solar do Unhão, pra ir assistir ao jazz.

Convidados da Comunidade do Unhão com Thais Munis, do MUSAS, durante a JAM no MAM.

Segui tentando preencher a lista de 15 pessoas, com muita dificuldade, pois os moradores não acreditavam que a JAM no MAM os estava convidando. Fiz questão de levar e entregar em mãos as pulseiras de dona Etelvina, namorado e neto, para me certificar que eles iriam. Então a notícia se espalhou, e no final de 15, entraram 24 e paguei a entrada pra alguns.

D. Etelvina e seu namorado durante a JAM.

Fiquei muito feliz com o resultado, pois eles se misturaram entre os espectadores corriqueiros do jazz, ou melhor, eles viraram espectadores do jazz; ficaram de boca aberta comentando sobre o sapateado, tomaram uma cervejinha, e dona Etelvina toda maquiada e vestida pra gala, me confidenciou que era quase um sonho estar ali depois de 40 anos, já na segunda, o fato de eles terem sido convidados pelo jazz.

Lucas e Rafaela na JAM no MAM.

Foi algo novo no bairro e acredito que o jazz ganhou novos admiradores, que por tanto tempo o viam de longe e não entendiam a sua utilidade. Eles deixaram de ser só guardadores de carro, vendedores de lanche ou catadores de lata.

Julio Costa, Idealizador do MUSAS - Museu de Street Art Salvador


Staff do MUSAS e moradores da Comunidade do Unhão.

O grafiteiro Sins e o fotógrafo Tiago Santos.

Banquinha do MUSAS na JAM no MAM.

Luciano e jaine durante a JAM no MAM.

*Este texto foi escrito por Júlio Costa a convite da JAM no MAM, que iniciou uma parceria com a comunidade do Solar do Unhão. A ideia é que seus moradores virem frequentadores das jam sessions no MAM, como convidados especiais da JAM. Todos os sábados, o MUSAS estará presente também com uma barraquinha, onde divulgará suas ações. Leia entrevista com Júlio Costa aqui. Para saber mais sobre o MUSAS, entre no seu blog.